tecnica-pomodoro

Como parar de adiar tarefas com a técnica pomodoro?

Com a Técnica Pomodoro, suas tarefas serão mais fáceis de resolver.

Sei que no mundo de hoje estamos rodeados de tarefas. Nossas 24 horas por dia parecem não ser suficientes para resolvermos tudo que propomos a nós mesmos e com isso deixamos muitos afazeres para depois. Já fiz muito isso. Sei como funciona. Fazemos uma lista de tarefas e metas a cumprir, agendamos o dia e quando chega o tal dia, deixamos para o dia seguinte, e depois, e depois…

Na minha busca de como resolver tal problema, achei a Técnica Pomodoro. E com ela, resolvi várias pendências que ficavam “acumuladas para o dia seguinte”. Utilizo esse método em várias tarefas que são simples de resolver. Até mesmo as que preciso concluir para atingir alguma meta que estipulei e desta forma eliminar a procrastinação. Abaixo explico melhor sobre a Técnica Pomodoro, como utilizo e minha opinião sobre ela.

 

A técnica foi criada pelo italiano Francesco Cirillo. Seu nome vem de “Tomate” que em italiano significa Pomodoro. Em analogia ao timer em formato de tomate.

 

Quais os maiores benefícios?

Manter o foco em uma tarefa, sem interrupções internas (aquelas que vem de você) e interrupções externas (fatores que não dependem de você, tipo: e-mail, ligação, etc);

Evitar a procrastinação;

Conhecer melhor o tempo necessário para execução de uma determinada tarefa.

 

O que é necessário para fazer?

Um timer – que você utilizará para marcar os tempos de trabalho (pomodoro) e de descanso.

Uma lista de tarefas a executar (você precisa saber o que fazer para que a técnica funcione).

 

Como fazer?

Você deve estipular um tempo de 25 minutos no timer (o chamado pomodoro) para realizar cada tarefa.

 

Após a execução da primeira tarefa, você deve tirar de 3 a 5 minutos de descanso, para que o seu cérebro descanse e se desligue da atividade executada.  Após o descanso, inicie mais um pomodoro (seja para completar a tarefa anterior, ou iniciar uma nova)

Ao término de 4 pomodoros (no tempo de 25 min cada), o intervalo de descanso deve ser maior, entre 20 e 30 minutos.

 

Observações importantes:

Não se envolva em nenhuma atividade neste período de descanso. Ele é pequeno, mas suficiente para você beber um café, pensar na vida, relaxar, enfim.

O Pomodoro não deve ser interrompido, as marcas de 25 minutos devem ser somente de trabalho.

O Pomodoro não pode ser dividido, não existe metade de um Pomodoro, por exemplo.

 

Como utilizo e minha opinião sobre a técnica?

Não utilizo a técnica para tudo na minha vida, no geral utilizo a técnica em três situações:

1ª Quando fico adio uma tarefa há pelo menos 2 dias (número máximo que estipulei para mim, não tendo nenhuma ligação com a técnica)

Neste caso eu quebro normalmente a tarefa em outras pequenas atividades e utilizo o método pomodoro, e assim consigo encerrar a tarefa que fiquei adiando. Vale também para etapas que tenho que seguir para atingir uma meta.

 

2ª Quando irei realizar uma tarefa nova.

Desta forma me auxilia a contabilizar o tempo gasto em cada atividade de maneira bem simples.Contabilizo quantos pomodoros eu utilizei e no fim saberei o tempo necessário para a atividade.

 

Para atividades rotineiras com prazo.

Presto serviço fixamente em uma empresa, com serviços não relacionados com a organização. Por esta razão, preciso tratar de tarefas internas nela. Normalmente quando tenho muitas a realizar, após a selecionar a prioridade delas, utilizo a técnica para evitar interrupções internas e externas e desta forma concluir com êxito as tarefas que programei para meu dia.

 

Minha opinião é que a Técnica Pomodoro funciona muito bem para evitar a procrastinação de tarefas simples de resolver e principalmente, conhecer mais sobre o tempo do meu trabalho.

Uma vez que domino as atividades que listei e realizei utilizando a técnica, acabo não me preocupando muito em utilizá-la, ela tem algumas limitações para mim.

Como exemplo do que estou falando, é uma tarefa que requer muito raciocício e que dure mais de 25 minutos. Fica díficil se concentrar e retomar a linha de raciocício após uma pausa, mesmo que pequena.

Evitar interrupções externas também é um caso que não depende de nós, como evitar falar com um cliente que lhe solicita, por exemplo? Ou uma reunião que surgiu de emergência enquanto você está em um pomodoro?

Em casos do tipo acima, minha recomendação para quem é iniciante e não tem nenhum método de produtividade, é seguir à risca a Técnica o máximo que  puder e ir se conhecendo, e a partir de então, adaptar a Técnica Pomodoro caso prefira ou então buscar outro método que lhe atenda de melhor forma.

 

Você já utiliza a Técnica Pomodoro? Utiliza alguma outra técnica? Me diz qual, nos comentários. Vou amar conhecer.

Deixe seu Comentário

Comente aqui